sábado, 18 de junho de 2011

Paradoxo...



Paradoxo


Quando meu mundo estava em preto e branco...
Apareceu você.
Explosão de cores...
E aromas...
E sabores...
Você...
Luz dos olhos meus...
Banho de chuva...
Um canto de sabiá...
O dourado do sol  na pele branca.
Você...
Um sorriso inocente...
Inebriante...
Vida que exala dos poros...
Junto ao suor...
Salgado, convidativo.
Você...
Palavras sem nexo...
E que revela segredos...
Emaranhados pensamentos.
Você...
Fruto proibido...
Desejo e proteção...
Paradoxo da emoção.

(Parte integrante do meu livro de Poemas "  Palavras soltas " )

Um comentário: